Pode cozinhar depois da cirurgia de catarata?

Será que pode cozinhar depois da cirurgia de catarata? Após a cirurgia de catarata, muitas perguntas vão passar pela sua cabeça. E, mesmo que o seu médico tenha passado algumas orientações, uma hora ou outra uma dúvida diferente vai surgir na sua cabeça. É sobre isso que iremos falar nos próximos tópicos. Confira.

Pode cozinhar depois da cirurgia de catarata? Assim que você saiu da clínica, com certeza o seu médico lhe passou alguns cuidados e o que deveria evitar. Mas, à medida que precisamos fazer as coisas do dia a dia, dúvidas como essa podem surgir. Então, para saber mais sobre o assunto, é só continuar nesse artigo.

Como é a cirurgia de catarata?

Para saber se pode cozinhar depois da cirurgia de catarata, antes de qualquer coisa você precisa saber como esse procedimento é feito. Na realidade, trata-se de algo um tanto quanto simples, se comparado com outros métodos.

Afinal de contas, para esse tipo de cirurgia, nem sequer é preciso anestesia geral, por exemplo, e o paciente fica em observação apenas por algumas horas. Ou seja, no mesmo dia em que se faz a cirurgia, o doente já pode voltar para casa.

Então, de certa forma, isso cria a sensação de que o procedimento é bem tranquilo e que não há muitas restrições. A cirurgia começa assim que o médico pinga o colírio ou gel anestésico nos olhos e, então, ele aguarda até que comece a fazer efeito.

Em seguida, o cirurgião aspira o cristalino, afetado pela catarata, através de uma incisão microscópica. Feito isso, basta apenas substituir por uma outra lente artificial e intraocular. Ou seja, na prática, também é algo um pouco simples de ser feito.

Não é à toa que esse tipo de cirurgia demora de 30 a 40 minutos para ser feita e, em relação ao pós-operatório, ele também tende a ser bem rápido. E é por essa razão que muito se pergunta se pode cozinhar depois da cirurgia de catarata.

Como é o pós-operatório da cirurgia de catarata?

Os cuidados do pós-operatório são essenciais para garantir que não haverá nenhuma complicação no seu caso. Por essa razão, você deve seguir a risca todas as recomendações do seu médico, uma vez que ele pode indicar coisas específicas levando em consideração o seu histórico e seu perfil.

Mas, se formos comparar com outras intervenções cirúrgicas, a realidade é que o pós da cirurgia de catarata é mais sossegado. Contudo, isso não quer dizer que as orientações não devem ser levadas a sério, mas muito pelo contrário. Dentre os cuidados, podemos citar:

  • Não esfregar os olhos;
  • Não passar maquiagem;
  • Lavar as mãos antes de usar o colírio ou pomada;
  • Fazer uso dos remédios nos horários corretos;
  • Não fazer esforço físico;
  • Não abaixar a cabeça;
  • Evitar movimentos bruscos;
  • Cuidado ao se locomover;
  • Evitar banhos pelas próximas 24h;
  • Evitar ambientes poluídos e quentes.

Pode cozinhar depois da cirurgia de catarata?

Como citado no parágrafo acima, dentre as recomendações do pós-operatório, destaca-se a necessidade de evitar locais quentes e poluídos. Então, diante disso, é possível concluir que não pode cozinhar depois da cirurgia de catarata, ao menos nos primeiros dias.

Após ter feito a operação, deve-se evitar ambientes com temperaturas muito elevadas e, ao cozinhar, você vai estar se expondo a isso. Ademais, você também deve evitar olhar para baixo e movimentos bruscos.

No entanto, quando se está cozinhando, você precisa olhar para baixo. Sendo assim, durante as primeiras semanas, não pode cozinhar depois da cirurgia de catarata. Evite ao máximo para que complicações não ocorram.

Quanto tempo depois da cirurgia de catarata posso cozinhar?

Isso vai depender de alguns fatores e, por isso, é bem difícil afirmar com precisão após quantos dias você pode começar a cozinhar. O que podemos falar sobre isso é que, na grande maioria dos casos, as pessoas voltam a ter essa rotina após 15 dias.

Contudo, isso não é regra. O ideal é que você não falte em nenhum retorno ao seu médico, pois apenas ele pode lhe indicar qual é o período mais seguro para você retornar com essa rotina. Não há nenhum protocolo que indique o tempo específico.

No entanto, como existe a necessidade de se resguardar de atividades que demandam esforço físico, recomenda-se que você evite cozinhar por no mínimo 15 dias, mas, como falamos, isso pode variar de acordo com como está indo a sua recuperação.

Caso o médico note que o seu pós-operatório está demorando mais que o esperado, ele pode indicar que você se afaste por mais tempo de algumas atividades. Por isso, não falte nas consultas de pós-operatório.

Sendo assim, quando receber alta poderá cozinhar sem nenhum problema, aproveite e faça novas receitas incríveis que tem no Marco Zero.

Quais outros cuidados devo tomar após a cirurgia de catarata?

Você já entendeu que não pode cozinhar depois da cirurgia de catarata, pois isso pode culminar em algumas complicações. Entretanto, há outros cuidados tão importantes quanto esse que podem evitar qualquer agravamento.

Além das considerações que já fizemos anteriormente, você também precisa se atentar em não coçar os olhos e nem entrar no mar, piscina ou lagoa, por exemplo. Ademais, para evitar pressão, não se deve dormir do mesmo lado do operado por pelo menos uma semana.

A cirurgia de catarata evoluiu muito nos últimos anos e, por essa razão, ela é muito mais confortável e segura ao paciente. Tanto que não há necessidade de repouso absoluto ou restringir por inteiro as atividades do dia a dia.

Outra coisa que não podemos deixar de citar é em relação a assistir televisão, computador ou leitura. Quanto a isso, a única restrição é se você sentir algum desconforto na visão. Caso para você seja algo confortável, não há problema nenhum em manter esse hábito.

Mas é claro que ele deve ser regado com certos cuidados. Querendo ou não, a tela de celulares e computadores é danosa aos nossos olhos. Portanto, como você recém saiu da operação, procure não ficar muito tempo cara a cara com essas telas.

E lembre-se: quaisquer indicações de piora no caso, dores ou sintomas que persistem em não melhorar, procure de imediato o seu médico para que ele possa avaliar a situação.